Menu

Novo Manual do Viajante - em tempos de pandemia

Novo Manual do Viajante - em tempos de pandemia

Estamos enfrentando uma pandemia que não nos permite viajar livremente por todos os cantos do Brasil e do mundo como gostaríamos. Entretanto, já é possível perceber novos hábitos que se tornaram essenciais para que possamos viajar com segurança. A responsabilidade de alguns deles é de cada viajante, enquanto outros são medidas adotadas pelas autoridades de cada país, aeroporto, estabelecimento hoteleiro e outros, visando garantir a saúde de todos.

Quais minhas responsabilidades como viajante?

Essas são algumas das medidas atuais que cada viajante deverá levar em consideração ao planejar e realizar uma viagem.

  1. Higienizar as mãos com frequência: lavar bem as mãos com água corrente e sabão é uma das formas de prevenção contra o Coronavírus. Carregue sempre consigo um frasco de álcool gel para a higienização quando água e sabão não estiverem disponíveis. Para o voo, atente-se ao volume de líquidos permitido na bagagem de mão de acordo com o destino (nacional ou internacional).
  2. Usar máscara ao sair de casa: a utilização de máscaras ajuda a diminuir a propagação do vírus e precisa cobrir o nariz e a boca. Use a máscara no aeroporto, durante o voo, nas áreas comuns dos hotéis e sempre que estiver na rua. Se possível, leve uma máscara extra para realizar a troca quando necessário.
  3. Evitar tocar os olhos, o nariz e a boca: as mucosas são as portas de entrada do vírus em seres humanos. Evite ao máximo levar suas mãos aos olhos, nariz e boca. Caso precise tossir ou espirrar, utilize um lenço de papel, ou, na falta dele, leve a parte interna do seu cotovelo até sua boca ou nariz, nunca a mão!
  4. Optar pelo check-in eletrônico: a opção ofertada por diversas companhias aéreas permite que você leve o cartão de embarque no seu smartphone. Assim, você não precisa passar nem pelo balcão da companhia aérea e nem pelos totens de autoatendimento do aeroporto para imprimir seu cartão de embarque, evitando o contato direto com mais pessoas e o toque em mais objetos compartilhados.
  5. Evitar aglomerações: seja na hora do embarque ou em alguma atração, mantenha sempre uma distância segura dos demais. Ao organizar seu roteiro, verifique onde é permitida ou exigida a reserva antecipada, assim você evita a formação de filas desnecessárias e garante a sua entrada, já que muitas atrações e restaurantes, por exemplo, podem estar com suas lotações limitadas.
  6. Viajar apenas com bagagem de mão: ao viajar apenas com bagagem de mão você evita passar no balcão ou totem da cia aérea antes do embarque para despachar a bagagem. Depois, chegando ao seu destino, não é necessário aguardar sua bagagem em um ambiente fechado e com possível aglomeração. Você poupa tempo e diminui o contato com outras pessoas.
  7. Contratar um seguro viagem: embora muitas pessoas ainda insistam em viajar sem um seguro viagem, nós sempre o consideramos muito importante. Para o período delicado que estamos vivendo, ele se torna essencial. Contrate seu seguro viagem para contar com coberturas em caso de atrasos ou cancelamento de voo, extravio de bagagem, emergências médicas e mais. O seguro viagem pode ser contratado aqui.

O que posso esperar durante minha viagem?

Esteja bem preparado para todos os momentos da sua viagem com essas dicas.

  1. Sua temperatura poderá ser aferida: isso pode ocorrer tanto no momento do embarque e desembarque como ao chegar para se hospedar em um hotel ou para adentrar algum ponto turístico como museus, parque temáticos, etc.
  2. Uso obrigatório da máscara: o uso da máscara também pode ser obrigatório em todos esses locais. A máscara pode ser descartável ou lavável e deve sempre cobrir a boca e o nariz. Se possível, tenha com você mais de uma máscara para realizar a troca ao notar que a máscara utilizada está úmida. Lembre-se: sua entrada poderá ser impedida caso você tenha esquecido a máscara ou se negue a utilizá-la da forma correta.
  3. Teste negativo para COVID-19: ao viajar para o exterior pode ser exigido um comprovante de teste negativo para a COVID-19. É importante atentar-se ao tipo de teste e período de realização exigido por cada destino.
  4. Quarentena obrigatória: verifique se seu país de destino exige quarentena obrigatória aos passageiros vindos do exterior. A quarentena exigida é de, normalmente, 14 dias e cada passageiro é responsável por seus gastos durante este período
  5. Novo cardápio durante o voo: as companhias aéreas tiveram que adaptar as refeições servidas durante o voo para seguir os protocolos sanitários necessários ao combate da COVID-19. Não surpreenda-se ao se deparar com refeições menos elaboradas ou industrializadas, a medida é necessária neste momento para evitar o manuseio desnecessário dos alimentos servidos a bordo. Em voos curtos, é possível que nenhuma refeição ou lanche esteja disponível.
  6. Novos padrões de limpeza e capacidade de lotação: a higienização e desinfecção dos aeroportos, aeronaves, hotéis e atrações turísticas está sendo realizada com maior frequência, e a capacidade de lotação nesses locais também poderá estar limitada para garantir uma distância segura para todos. Sempre que possível, reserve todos os serviços necessários com antecedência.
  7. Selo para os estabelecimentos considerados seguros: muitos destinos estão disponibilizando um selo para os estabelecimentos turísticos que estão seguindo à risca todas as orientações sanitárias de combate ao Coronavírus (COVID-19). Antes de viajar, verifique se o seu país de destino possui esse selo e quais estabelecimentos contam com ele. No Brasil, o selo foi lançado pelo Ministério do Turismo em maio e se chama "Turista Protegido".

Com essas dicas, você poderá voltar a viajar com mais tranquilidade e segurança!

Dicas e sugestões neste artigo e artigos relacionados são apenas para fins informativos e auxiliares, e não podem ser base para qualquer reclamação contra a eDestinos.com.br.

Este artigo tem as informações que você estava procurando? Sim | Não
Na minha opinião este artigo:
Obrigado por sua opinião!