Picadas de insetos, aracnídeos e répteis

Picadas de insetos, aracnídeos e répteis

Antes de partir para férias, especialmente nos trópicos, você deve conhecer a fauna presente no país e se preparar adequadamente para encontros eventuais com insetos. As mordidas de insetos, aracnídeos ou répteis podem se tornar uma experiência muito desagradável durante uma viagem.

Mosquitos

No clima temperado, as picadas de mosquitos não envolvem risco de morte, como no caso do clima tropical, onde há malária ou dengue. No entanto, os mosquitos podem incomodar muito, especialmente à noite e perto de água.

Se a picada já aconteceu, o inchaço deve ser lavado com água oxigenada ou água e sabão. Quando o lugar da picada coça e arde, se pode aplicar uma compressa fria, géis ou cremes especiais, além de um medicamento anti-histamínico. Um método natural para o alívio do prurido é a aplicação de uma fatia de cebola no local da picada, o que reduz o inchaço e tem propriedades antibacterianas. Vale a pena também tomar lactato de cálcio preventivamente.

Se a picada de mosquito causar urticária, febre ou outros sintomas alérgicos, procure atendimento médico. Em países tropicais, uma ameaça adicional são os mosquitos que transmitem a malária ou dengue. Para mais informações, clique aqui

  • Ilha de San Andrés
    Saída de Rio de Janeiro
    a partir de 1551 BRL
    Oranjestad
    Saída de Manaus
    a partir de 1444 BRL

Vespas, abelhas, marimbondos

Mesmo que a picada de uma abelha ou um marimbondo possa arruinar várias viagens de férias, tenha em amente que as picadas destes insetos são perigosos apenas se a picada ocorreu em torno da boca, faringe ou laringe, se houver picadas múltiplas por muitos insetos ao mesmo tempo, e, claro, se o picado for alérgico ao veneno de insetos.

Os sintomas da picada (eritema e edema) geralmente aparecem até 30 minutos após o ataque e não necessitam de tratamento especial. Se o ferrão ficar na pele, deve ser removido o mais rapidamente possível, de preferência com uma pinça. A ferida deve ser lavada com água oxigenada ou água e sabão, e absolutamente não se pode coçá-la, para evitar qualquer infeção bacteriana secundária. Compressas frias, pomadas especiais (por exemplo, com esteroides) e cremes pode ajudar a aliviar os sintomas desagradáveis.

Quando a picada aconteceu na cabeça, no pescoço, p.ex. no interior da boca, pode levar ao inchaço da laringe, que, por causa da possibilidade de estreitamento das vias aéreas, é muito perigoso para a saúde. No caso de sintomas como falta de ar, rouquidão, ou assovio ao respirar, se deve esfriar o pescoço com compressas frias, beber água fria para travar o progresso do inchaço e consultar imediatamente um médico ou chamar uma ambulância.

No caso de pessoas alérgicas ao veneno de insetos, se deve sempre ter consigo uma seringa cheia de adrenalina, um corticosteroide oral e anti-histamínico. Tal conjunto de intervenção deve ser utilizado imediatamente após a picada. Também se deve imediatamente consultar um médico ou chamar uma ambulância.

Carrapatos

Carrapatos podem transmitir encefalite e a doença de Lyme. Estes aracnídeos são mais comuns em florestas. Por isso, durante uma excursão em áreas arborizadas, se deve usar roupas apropriadas - chapéus, mangas compridas, calças compridas, meias grossas e botas altas. Repelentes devem ser aplicados na pele e a roupa deve ser borrifada com permetrina.

Depois de voltar da floresta verifique cuidadosamente se a pele está livre de carrapatos. Se encontrar um carrapato na pele, remova imediatamente com uma pinça. Não retire-o lubrificando a pele com manteiga ou outra gordura. O lugar da mordida deve ser lavado com água oxigenada. A ferida deve ser monitorada por várias semanas, e, se aparecer um eritema ou sintomas semelhantes aos da gripe, não hesite de ir ao médico. Se você está planejando caminhadas frequentes na floresta, deve se vacinar contra encefalite induzida por carrapatos. 

Aranhas

Se você vai para os trópicos, vale a pena manter as precauções básicas para se proteger contra picada de aranhas. As espécies particularmente perigosas incluem tarântulas, caranguejeiras, viúvas negras, aranhas marrons, tegenarias e a família Salticidae.

Passando tempo em lugares onde há aranhas venenosas, verifique o quarto antes de ir para a cama e use mosquiteiros. Antes de se vestir e calçar, sacuda cuidadosamente os sapatos e roupas.

Se for picado em países tropicais, proceda da mesma fora que com uma picada de inseto e consulte imediatamente o médico, pois pode ser necessário aplicar um soro ou antitoxina adequada e vacinar contra o tétano. Os principais sintomas após uma picada de uma aranha perigosa incluem vômitos, sudorese, um inchaço grande no lugar da mordida e dor muscular.

  • Natal
    Saída de Fortaleza
    a partir de 307 BRL
    Natal
    Saída de São Paulo
    a partir de 671 BRL

Escorpiões

Em todo o mundo existem cerca de 600 espécies de escorpiões, que variam tanto em tamanho, como no tipo e na potência do veneno. Escorpiões encontrados na Europa são relativamente inofensivos. Na África, no entanto, vivem escorpiões que produzem veneno que causa dano celular ou que perturba o sistema nervoso. Os principais sintomas incluem paralisia muscular, dispneia, distúrbios cardíacos, cegueira e sangramento. Depois da picada de um escorpião um médico deve ser consultado imediatamente.

Os escorpiões estão ativos principalmente à noite. Por isso, como no caso das aranhas, verifique o quarto antes de dormir e sacuda cuidadosamente roupas e sapatos antes de usá-los.

Cobras

Apesar da sua má reputação, as cobras nunca atacam quando não são provocadas, e evitam qualquer contato com seres humanos. No entanto, a mordida pode acontecer numa situação em que, inadvertidamente, sentamos ou pisamos num réptil. Se uma pessoa for mordida, limpe a ferida e imobilize a vítima, pois o movimento acelera a dispersão do veneno no corpo. É importante, também, apertar um torniquete acima do lugar da picada. O torniquete pode ser improvisado com um cinto ou camisa, e não deve impedir o fluxo de sangue para a mão ou pé – isso pode ser verificado sentindo o pulso no punho ou no dorso do pé. Absolutamente não se deve abrir a ferida e sugar o veneno. O paciente deve ser imediatamente levado ao hospital, onde será lhe aplicado o soro.


Informações importantes:

Veja também:

  

Dicas e sugestões neste artigo e artigos relacionados são apenas para fins informativos e auxiliares, e não podem ser base para qualquer reclamação contra a eDestinos.

Interessante, mas precisa de mais informações?
Cancelar
Muito obrigado pela sua ajuda!

Seu comentário nos ajudará a criar artigos melhores e mais relevantes

Não conseguimos enviar sua sugestão

Enviar de novo Tente mais tarde