É permitido fumar cigarros eletrônicos no avião?

É permitido fumar cigarros eletrônicos no avião?

Um dos hábitos mais difíceis de serem eliminados e um dos vícios mais perigosos para a saúde é o tabaco. Muitas pessoas, inclusive, não conseguem ficar mais do que horas longe do cigarro. Em um voo ou uma viagem muito longa, esse vício pode ser um motivo de desconforto.

Os cigarros eletrônicos, dispositivos que produzem vapor inalável com ou sem nicotina, é uma das opções para aqueles que estão parando de fumar ou não gostam do cigarro convencional. Os usuários desse tipo de cigarro muitas vezes acreditam que ele é permitido em voos ou em lugares fechados por não se tratar de um cigarro convencional.

No entanto, na hora do voo e, no Brasil, ele obedece às mesmas regras do cigarro convencional. Por isso, os turistas devem estar atentos, já que há locais em que o dispositivo não é permitido, como dentro do próprio avião.

Alguns aeroportos permitem o uso do cigarro eletrônico, no entanto, o turista deve estar ciente se esse é o caso do aeroporto em que está de passagem. O passageiro também deve saber que, se quiser utilizar a aérea em que o cigarro é permitido, terá que dividir espaço com fumantes convencionais.

Na hora de carregar o e-cigarro, o passageiro também deve ter cuidados especiais. As companhias aéreas recomendam que o passageiro carregue seus cigarros eletrônicos na própria mala de mão, já que é a forma mais segura de despachar o dispositivo.

As companhias aéreas também recomendam que, independentemente de onde o passageiro embalar os cigarros eletrônicos,  separe sempre a bateria e cartucho. Esta separação é para que o turista passe pelos postos de controle com mais facilidade.

Muitos estudos feitos, inclusive, pela Organização Mundial da Saúde atestam que o cigarro eletrônico pode causar tantos danos à saúde quanto o cigarro convencional.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária, Anvisa, vetou o comércio e o consumo de cigarros eletrônicos no País em 2009. A proibição levou em conta estudos como o da Agência Americana Reguladora de Alimentos, Medicamentos e Tabaco (FDA) constatando que o produto contém substâncias cancerígenas e nicotina, embora ainda não saiba exatamente quanto desses compostos é absorvido. 


Informações importantes:

Veja também:

  

Dicas e sugestões neste artigo e artigos relacionados são apenas para fins informativos e auxiliares, e não podem ser base para qualquer reclamação contra a eDestinos.

Interessante, mas precisa de mais informações?
Cancelar
Muito obrigado pela sua ajuda!

Seu comentário nos ajudará a criar artigos melhores e mais relevantes

Não conseguimos enviar sua sugestão

Enviar de novo Tente mais tarde